Resenha | John Wick – De Volta ao Jogo (2014)

John Wick - De Volta ao Jogo

John Wick – De Volta ao Jogo foi literalmente o que nome diz, ele colocou o subgênero do cine vingança de ação de volta no topo. Com Taken (Busca Implacável), em que Liam Neeson encarna o pai “com habilidades específicas” na caçada por sua filha sequestrada, o subgênero já havia ressurgido. Mas com o John Wick, de Keanu Reeves, o cinema ganhou um novo ícone.

Sobre John Wick – De Volta ao Jogo

A esposa de John Wick (Keanu Reeves) faleceu e ele então vive seu luto de forma solitária. Mas ela sabia que o marido ficaria isolado após sua morte, assim ela elaborou uma surpresa. Uma encomenda chega até ele, um pequeno cachorrinho, um presente de despedida dela. Ele continua isolado, mas agora ao menos tem uma companhia, um último carinho dela.

Tudo está calmo na vida de John, até um dia em que saí com seu Mustang para dar umas voltas e depois abastece-lo. Um jovem e seus amigos se mostram interessados em comprar o carro, mas John se recusa. Eles vão embora contrariados. Entretanto, naquela noite, eles invadem a casa de John, o pegam desprevenido, espancam, roubam seu carro e matam seu pequeno cachorro.

John Wick - De Volta ao Jogo

Os caras que roubaram o carro de John são da máfia e o pai de um deles é o chefe, que logo é alertado do ocorrido. E então o passado de John Wick começa a vir à tona. Ele não era um qualquer. Na verdade, a máfia comandada por Viggo Tarasov (Michael Nyqvist), pai de Iosef Tarasov (Alfie Allen) – o cara que roubou o carro e matou o cachorrinho – foi estabelecida pelo esforço de um homem, e esse cara era John Wick.

Ele era o principal assassino de Viggo Tarasov e um dos mais temidos do ramo. Conseguiu comprar a sua saída da máfia realizando um trabalho impossível. E tudo isso para se casar. Para que então, um dia, o filho de seu ex-patrão tirasse tudo o que lhe restava de importante, o arrastando assim de volta a este submundo.

E agora ele teria que encarar a fúria da vingança de John Wick, o maior assassino da máfia.

John Wick - De Volta ao Jogo

Produção e elenco

John Wick – De Volta ao Jogo traz uma parceria que não podia dar errado. De um lado temos uma direção focada em filmes de ação: David Leitch.

O diretor dirigiu os filmes de ação de maior destaque dos últimos anos, como: Deadpool 2, Atômica, Ninja Assassino, O Legado Bourne, Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw, Assassino a Preço Fixo.

E do outro, temos um dos maiores astros introspectivos de Hollywood: Keanu Reeves.

Que já atuou em filmes icônicos, como: Trilogia Matrix, 47 Ronins, Os Reis das Ruas, Velocidade Máxima, Constantine.

São dois excelentes profissionais que se uniram e trouxeram à vida um filme que virou referência. E que hoje já chega a seu terceiro capítulo.

E então, vocês assistiram John Wick – De Volta ao Jogo? Se sim, deixe abaixo nos comentários o que mais curtiram.

O post Resenha | John Wick – De Volta ao Jogo (2014) apareceu primeiro em Entreter-se.

Author

Share