Resenha | Caçador de Mentes – 1ª Temporada (Original Netflix)

Caçador de Mentes

Pensa numa série, que quando foi anunciada, deixou as suas expectativas lá em cima. Então, Caçador de Mentes (Mindhunter) fez isso comigo. Melhor ainda. A série superou as minhas expectativas!

Uma produção parruda, com atuações fortes e uma narrativa impactante. Eu devorei essa série! E isso foi apenas uma temporada, a segunda está prevista para ser lançada agora, em 2019.

Sobre Caçador de Mentes

Quando eu vi o anuncio de Caçador de Mentes, eu surtei. David Fincher iria mais uma vez embarcar nas narrativas focadas em Serial Killers. Primeiramente, David Fincher é um dos diretores/produtores que eu mais admiro o trabalho, sou absolutamente fã de suas produções. Segundo, a série seria baseada num livro escrito pelos criadores da divisão de crimes focadas em assassinos em série. Não tinha como dar errado. E não deu!

Caçador de Mentes nos conta como foi o principio da divisão de investigações focadas em traçar os perfis psicológicos dos criminosos. Foi essa divisão que criou o termo “serial killer” para denominar os criminosos que praticavam tais atos.

Caçador de Mentes

No decorrer da série acompanhamos os investigadores Holden Ford (Jonathan Groff) e Bill Tench (Holt McCallany), que com o auxilio da psicóloga Dra. Wendy Carr (Anna Torv) começam a entrevistar condenados por assassinatos em série e assim traçam um padrão que catalogue esses prisioneiros. Eles esperam entender melhor a mente desses criminosos e evitar esses atos ou facilitar a captura deste tipo de assassino.

Os três protagonistas se afundam completamente nas entrevistas. Isso vai abalando eles psicologicamente. Holden é o mais afetado, ele fica encantando a cada nova descoberta que faz ao entrevistar os assassinos e isso acaba o afastando emocionalmente daqueles que estão a sua volta.

Caçador de Mentes

Caçador de Mentes é uma série que apresenta horrores psicológicos gigantescos e consegue relacionar isso aos nossos temores diários. Mas cada um de nós tem um lado desconhecido e muitas vezes indesejado que pode aflorar num momento de fragilidade ou agressividade. E ao adentrar na mente desses assassinos a série nos mostra que a diferença entre eles e uma pessoa “normal” pode ser mera casualidade.

Produção e elenco de Caçador de Mentes

Como disse acima, a série tem produção de David Fincher (Seven, House of Cards, Gone Girl) e Charlize Theron (Mad Max: Estrada da Fúria, Monster – Desejo Assassino, Atômica) o que já diz muito sobre o caminho que a série tomaria.

A série foi então idealizada e escrita por Joe Penhall (A Estrada, A Empresa do Crime). Ele teve a sua disposição um elenco que abraçou com vontade seus personagens. Jonathan Groff, que até então teve papéis medianos em séries como Glee e Looking, aqui em Caçador de Mentes concebeu um maravilhoso Holden Ford.

Caçador de Mentes

Vale ressaltar que os personagens retratados na série são todos inspirados em pessoas reais. Os dois ex-agentes do FBI, John E. Douglas e Robert K. Ressler são retratos na telinha por Groff e McCallany, respectivamente. E o livro no qual a série então foi baseado, Mind Hunter: Inside the FBI’s Elite Serial Crime Unit, foi escrito por John E. Douglas.

Fato curioso, a segunda temporada de Caçador de Mentes foi renovada seis meses antes de a primeira estrear na Netflix.

Mas e você, também gosta de filmes e séries sobre serial killers? Então deixa aí embaixo nos comentários o que achou de Caçador de Mentes.

O post Resenha | Caçador de Mentes – 1ª Temporada (Original Netflix) apareceu primeiro em Entreter-se.

Author

Share